sexta-feira, 28 de dezembro de 2007

Desigualdade Social...

Vamos iniciar este blog com um assunto polêmico: a desigualdade social no Brasil. Pela foto já dá para ter uma idéia do assunto...
Ainda vivem dizendo na TV sobre a desigualdade social no Brasil, onde Poucos ganham Muito e Muitos ganham Pouco.
Existe um debate gigantesco que pergunta: a culpa é de quem? do governo ou do povo?
Particularmente, eu voto no governo. De um modo geral, o Brasil é um pais lotado de analfabetos funcionais. As crianças (crianças sim, pois um carinha que termina o colegial e não sabe nem interpretar uma frase, nem o que vai fazer da vida é uma criança!) que terminam o colegial (generalizando o ensino público gratuito) hoje em dia não conseguem interpretar uma frase simples, não têm a menor noção de gramática, quanto menos matemática ou outras ciências, como química, física, biologia ou nas áreas humanas e sociais (geografia, história, educação física - ah sim, jogar bola eles sabem!). Se não estão aptos a prestar um vestibular ou um concurso, como vão se preparar para o mercado de trabalho? Se num país que nasceu do preconceito, teve uma elite dominante preconceituosa, foi escravocrata (escancarada) até o final do século XIX, e ainda tem seus escravos (escondidos como funcionários que ralam o dia todo para ganhar uma merreca de salário) como mudar a mentalidade das pessoas, passando de geração em geração?
A única resposta está no Governo. Só eles podem (e tem sim como fazer) alterar esse quadro. A mídia televisiva (entenda Rede Globo entre outras) têm um poder de manipulação incalculável. Se eles disserem que é bonito andar com a cabeça enfiada numa jaca, no dia seguinte dois terços dos brasileiros vão sair na rua com a cabeça enfiada numa jaca. As novelas são uma boa dica de onde começar. Qualquer personagem que defenda os direitos (e este deve ser o principal e mais querido, e aparecer no Faustão sendo homenageado, e muitos outros atores devem falar bem desse personagem na TV, e ele deve aparecer em revistas como "O Exemplo do ANO") dos menos favorecidos será (e será mesmo!) seguido e copiado pelas pessoas. Já que temos este exemplo perfeito de manipulação das mentes aí na nossa frente, basta usá-lo com sabedoria, transmitindo mensagens positivas e cultura de verdade que esse quadro de "brasileiros" será mudado. Temos que excluir de vez todo esse lixo televisivo, com informações inúteis e superficiais, tratar a realidade como algo que está mudando (para melhor), inserir mais cultura na mente da população, mais documentários sobre os mais diversos temas, mudar este "quadro esportivo" voltado ao futebol (diria uns 95%) e apresentar os tantos outros esportes que existem por aí, basta um pouco de bom senso para radicalizar esta verdade em que vivemos e mudar de vez este quadro social. Valores bem definidos introduzidos pela TV seria um passo bem dado na iniciativa de mudar este país. Mostrar as coisas boas do nosso Brasil, essa natureza (que tratarei em outra postagem) sem igual que temos aqui (por todos os cantos), as pessoas que fazem a diferença no Brasil, os projetos sociais que dão certo, as comunidades que se juntam ao invéz de brigar, mostrar o lado do esporte que não tem briga (pelo contrário, só amizade), e, não menos importante, mostrar as coisas mudando de verdade. Bandido levando vantabem em cima de policial não vale! Justiça já! E abram os olhos dos direitos humanos!!!!! Manda um estuprador, assassino, covarde, ou seja lá quem for, dormir na cama dos "direitos humanos", entre o marido e a mulher que defende bandido!

Abraço a todos!
Wil - jauradical



(dados da foto: Olympus D595 14mm F4.2 1/200 ISO50 )

2 comentários:

Menina da Lua disse...

me atrai muito fotos que mostram a questão social do nosso povo, estás de parabéns ok...abraço
Menina da lua

direitinho disse...

Quero dizer-lhe que este tema ainda que seja mais debatido e ilustrado estaremos sempre no início.
Os governos continuarão os únicos culpados de toda a situação, porque não querem investir numa educação humana e civica completa.
O lema continua a ser:
«Faz de conta»
Se todos fossem mais cultos teriamos um mundo melhor que é o nosso lema.
O que fazem na educação fazem na saúde e quem se trama são os pobres. Só contam quando são precisos numeros de votos.
Não precisam de amordaçar ninguem pois nem reclamam aquilo a que tem direito e a Constituição da República lhes garante como bens essenciais